BLOG - MERCADO PEÇAS

VERDADE OU MITO? Ficar com o pé na embreagem danifica a peça?

Muitas pessoas têm o hábito de dirigir com o pé apoiado na embreagem e acreditam que o alerta de que a prática estraga a peça é apenas um mito. Mas será que é mesmo?

De acordo com o supervisor técnico de Automotiva do Senai do Rio de Janeiro, Edilson Caldas, conduzir o veículo com o pé na embreagem pode deixar o carro sem ela, de uma hora para a outra. “Quando você fica com o pé apoiado na embreagem, mantém esse sistema acionado o tempo todo, o que aumenta muito o desgaste do disco”, explica Edilson. Ao gerar esse desgaste prematuro do disco, o motorista irá causar o superaquecimento do sistema de embreagem, o que a médio ou curto prazo acarreta na quebra dele.


Sabe aquela encostadinha inocente que você dá no pedal quando o farol fecha para descansar o pé? Ela também é prejudicial. “Só de tocar o sistema já é acionado. É claro que não é como se você pisasse fundo, mas esse conjunto é muito rápido. Qualquer toque é o suficiente para a embreagem começar a tocar a caixa do motor e gerar um desgaste”, explica.


Se o motorista anda sempre pisando no pedal esquerdo, essa quebra da embreagem pode acontecer em pouquíssimo tempo, em torno de 5 mil a 10 mil quilômetros rodados, o que é muito inferior a vida útil regular da peça. “Hoje uma embreagem dura de 70 mil a 80 mil quilômetros tranquilamente. Em alguns casos, até mais”, salienta. Em geral, o condutor notará a perda da embreagem com o carro parado. “O usuário pode não sentir nada enquanto está dirigindo. Mas quando o motorista tentar arrancar com o veículo parado, não conseguirá usar a embreagem”. Um dos indícios de desgaste é o pedal pesado e dificuldade para engatar as marchas. Os riscos de acidentes por perda da embreagem existem, mas são bem baixos, justamente por isso ocorrer com automóvel parado.


Sinais de desgaste na embreagem


Segundo Edilson, três sinais indicam que pode haver um problema no sistema. “Esses sinais podem aparecer quando a embreagem está desgastada, mas para saber o que está acontecendo de verdade, tem que passar no mecânico. Só depois de uma avaliação completa a gente pode identificar o problema”, ressalta.


Embreagem pesada: quando o pedal fica mais duro e difícil de acionar.


Carro trepidando: o carro treme a cada troca de marcha.


Carro patinando: na hora de arrancar, você pisa, mas o carro não responde e fica patinando, apesar do barulho do motor.  


Como usar a embreagem do jeito certo


Para evitar o desgaste prematuro da embreagem, é preciso usar o pedal do jeito certo.

Ele só deve ser acionado:


Ao trocar de marcha;


Segundos antes de parar o carro completamente. Primeiro você pisa no freio, deixa o carro perder velocidade e só pisa na embreagem para a frenagem total e acionamento do ponto morto;


Na hora de arrancar para encontrar o ponto da embreagem. 


0 visualização

Atendimento

 

11 4148 9300

11 4615 4950

Telemarketing:

Seg. à Sex. 8h às 18h | Sáb. 8h às 16h

Chat:

Seg. à Sex. 8h às 18h

Redes Sociais

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco

Nossos endereços:

​Mercado Peças Bodão 2019 ©

0